(85) 3215 - 4515

Face

Preenchimento Facial

O Preenchimento facial em Fortaleza é uma realidade. Técnica imprescindível para o rejuvenescimento facial. Um dos melhores e o mais seguro produto para o preenchimento facial é, sem dúvida, o ácido hialurônico, que é uma substância produzida naturalmente pelo nosso organismo e está presente principalmente na pele. Tem como função reter água, conferindo hidratação e volume. Gradualmente, com o passar do tempo e o processo natural de envelhecimento, o ácido hialurônico se degrada e o organismo diminui sua capacidade de produção. O resultado é a perda de volume, de contorno e o aparecimento de rugas. A duração do resultado dependerá da substância que for utilizada, pois existem materiais permanentes e não permanentes. O objetivo principal deste procedimento estético é com relação ao sulco nasogeniano, conhecido popularmente como “bigode chinês”, que são as rugas que se localizam acima dos lábios e trazem uma aparência mais envelhecida a face. A grande vantagem desse procedimento, é que ele é não-invasivo, ou seja, pode ser feito no consultório, sem necessidade de internação em hospital e é rápido. Dessa maneira, o preenchimento facial é uma boa opção para quem não deseja se submeter a uma cirurgia plástica mais complexa, ou não pode se ausentar do trabalho por conta do período do pós-operatório. É importante esclarecer com o médico qual o melhor preenchedor, a indicação de cada preenchimento, quanto pode haver de melhora e a duração do resultado. Lembrar que os preenchedores servem para melhorar e atenuar os sulcos, rugas e cicatrizes e que podem ser associados a outros tipos de tratamentos. Lembre-se de perguntar tudo, esclarecer todas as suas dúvidas e principalmente saber a origem e característica do material preenchedor.


 

Comunicado Importante

Diante das variações técnicas que existem para a Preenchimento Facial em Fortaleza, é importante uma boa avaliação com o cirurgião plástico para definir a técnica mais adequada para cada caso. É importante ressaltar que os cuidados no pós-operatório, bem como a reação do organismo à cirurgia são determinantes para o resultado final satisfatório do procedimento. O risco de complicações ou intercorrêcias como: seroma, hematoma, infecção, fibroses, quelóides, embolia dentre outras, podem ser de 1 a 3% independente da técnica empregada.


 

Vídeos

 

WhatsApp: 98754-9660 Botão de WhatsApp